relato de helena moro

Gêmeo pélvico também nasce de parto! – relato de Helena Moro

Confira o relato de Helena Moro, paciente da Dra. Camile Motta, do Grupo Nascer.

De início, uma surpresa: gêmeos! E agora? Poderia seguir com a rotina que eu levava ou teria que mudar alguma coisa? Primeira coisa que veio à cabeça: vou precisar parar com a atividade física? Já faziam 2 anos que eu treinava. Como estava tudo bem, só precisaria tomar os cuidados que fazem parte da gestação. Quanto ao treinamento, não precisaria parar, mas adaptar conforme a gravidez evoluía.

Foi ótimo! Me senti bem, tanto física quanto mentalmente. Até 31 semanas foi assim, treinando quase todos os dias da semana.

relato de helena moro relato de helena moro relato de Helena Moro

Das 31 semanas em diante, era prezar pelo repouso e ficar no aguardo desses bebês tão amados e desejados.

12/07, 35 semanas e 4 dias, eles chegaram!
Era uma madrugada fria e enevoada. Bem Curitiba. Às 3:30 rompe a bolsa. Tentamos manter a calma e fomos pra maternidade assim que possível. Como poderíamos precisar de UTI neonatal, tivemos que buscar onde tinha vaga para os dois.

Demos entrada no Hospital Nossa Senhora de Fátima 6h. Dilatação de 6cm. E as contrações aumentando de intensidade.

Bebê sentado! E agora? Vamos para a cesárea?
Na consulta do dia anterior, conversamos com a Dra Camile Motta que talvez a cesárea fosse a forma que a Helena e o Bernardo nasceriam, pois ela estava sentada, e ela era a gêmea mais velha, além de ser a minha primeira gestação.

De repente, dilatação total!
Perto das 7, já me preparando para cesárea, me sinto diferente, sinto uma vontade louca de fazer força. Dilatação total!!! E agora? Primeira gestação, Helena sentada… Conversamos um pouco e decidimos pelo parto normal.

A decisão mais acertada da minha vida! 
Foram mais algumas contrações e às 7:29 e ela veio ao mundo, do seu jeitinho! 2.040kg e 42cm. Linda e delicada e forte. UTI? Não, obrigada!!!

Bernardo, ainda na sua bolsa, se preparava pra nascer. Demorou um pouco, ele encaixou. Caminhei um pouco, Tentamos varias posições… Já eram quase 9h30 e ainda estávamos ali, até a Dra Camile perguntar se estava tudo certo se ela rompesse a bolsa. E assim foi. Às 9:35 meu garotão nasceu. 2.080kg 42cm. Forte, sem também precisar da UTI.

relato de helena moro relato de helena moro relato de helena moro

Foi um momento mágico, maravilhoso, com o apoio incondicional do meu marido, e da Dra Camile, um anjo. Sempre pensamos que eles escolheriam a forma de nascer. E assim foi. 

 

Grupo Nascer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *