lari schutz

Relato de parto de Lari Schutz

Parte I – Dia 22/10/21
Sexta feira, 39 semanas e 3 dias de gestação. Tínhamos consulta com a Dra Ju logo pela manhã. Saí de casa tendo certeza que a Dra Ju não iria nos atender eu acordei pensando acho que a Viviane (da @useninadora) está em trabalho de parto. Quando chegamos na maternidade fomos avisados que a Dra estava atendendo parto. Perguntei: é a Viviane? E pra minha surpresa era mesmo. Então fomos atendidos pelo Dr.Carlos. Vimos a pequena, ela estava bem baixa mas com certa mobilidade da cabeça.
Falei que estava ficando um pouco ansiosa já que até então não tinha tido nenhum sinal de que estaria próximo o parto. Exceto por terça que havia tido bastante cólica e contrações de treinamentos. E estava com receio de ter que induzir. Ele me tranquilizou e também disse para eu ficar tranquila que até o Natal ela chegaria haha (rindo de nervoso) e quantos aos “sinais” também disse que teve pacientes que tinham consulta 3 hrs da tarde relatando que não tinham nem sinal de trabalho de parto e 1 hora da manhã estavam com o bebe no colo. Resolvi que não deveria focar nisso. Que estava tudo bem e dentro do prazo. E já até planeja fazer umas fotos da barriga no sábado. Fiz meus exercícios, caminhei. Jantamos super cedo, por volta das 18h30 e me passou pela cabeça que poderia ser minha “ultima” refeição antes do parto e que era muito cedo! Seria sexto sentido? Mais tarde por volta das 20 a nossa doula Flaviana chegou pra fazer a consulta pré parto. Conversamos. Também dividi com ela meu receio com indução. E ela como sempre muito acolhedora também me acalmou. Trouxe o bebezinho, explicou sobre a pelve. Como era a passagem do bebe. A gente fez alguns exercícios (suspeito que isso ajudou fora o tanto que demos risada!). Perguntou se tínhamos dúvidas. Teve marido com barriga de gravida tentando agachar e brincando de parir. Quando ela foi embora me sentia bem mais leve. Relaxada. Feliz. E quando fui dormir conversei com a minha filha falei que a gente estava esperando por ela e que ela viesse quando fosse a hora.
Dormimos.

Parte II – Dia 23/10/21
Por volta da 1h30 acordei com uma cólica muito forte. Achei que fosse vontade de fazer xixi. Confesso que fiquei com um pouco de preguiça de levantar. Mudei de ideia e pensei melhor levantar essa dor está diferente. Quando sentei para fazer xixi senti sair o tampão.Tirei uma foto para mandar pra EO. Voltei para o quarto e acordei meu marido e disse acho que é hoje perdi o tampão. Mandei a foto pra EO. O “combinado” era ligar mas como eu achei que era muito cedo para avisar enviei só a foto e ela já me ligou. Confirmou que era o tampão e disse pra eu voltar a dormir e descansar que ainda demoraria. Tentei voltar a dormir…mas as contrações vinham a cada 10 minutos. Não conseguia voltar a dormir. Fomos monitorando e em poucas horas já percebi que o intervalo já tinha diminuído e estava em torno de 5 minutos. Fui avisando a EO. Já perto das 6 da manhã elas estavam vindo com 3 minutos. Fiquei um pouco ansiosa. E liguei para a Flavi. Conversamos. A partir daqui quem assumiu as comunicações foi o Ricardo. As contrações já estavam mais intensas. Por sorte a nossa doula e anjo da guarda é vizinha e chegou cedinho aqui. Por volta das 6 liguei para minha mãe. Conversamos por vídeo e perguntei se ela viria ficar comigo. Ela disse que estava nervosa e achava melhor não. Confesso que fiquei um pouco triste porque queria ter minha mãe ao meu lado. Passado algum tempo ela mandou mensagem dizendo que estava a caminho.Quando meus pais chegaram estávamos fazendo o primeiro toque e eu estava com 3 cm de dilatação. Tínhamos um caminho pela frente ainda. Em algum momento tentei comer uma manga (super não recomendo!) Mas não descia. Consegui tomar um copo de água de coco. As contrações já vinham em intervalos mais curtos Flavi me deu o feijão e ali eu fiquei. A todo momento ouvíamos o coraçãozinho da Clara batendo forte sem perder o ritmo.O que me fazia ficar calma pois sabia que ela estava bem.A Lu Zenti também veio aqui pra casa e eu fiquei feliz e emocionada quando ela chegou. Sou muito fã do trabalho da Lu.Ela disse que queria passar aqui antes que eu começasse a sentir muita dor e não pudéssemos conversar.

Parte III
Depois que a bolsa rompeu as contrações ficaram muito dolorosas. Eu tentava respirar a cada contração mas parecia difícil. O caminho até a maternidade pareceu a eternidade.
Quando chegamos a Dra Ju já estava nos esperando e ela me ajudou a sair do carro.  A Flavi a todo momento me apoiando. Fomos para o quarto. Tentei ficar na cama…senti vontade de vomitar…vomitei mais. Voltei para a cama mas não conseguia encontrar uma posição confortável. Então fui para o chuveiro. No chuveiro cada contração que vinha eu sentia a dor mais intensa. E eu sentia meu corpo “estranho”. Era como se eu tivesse perdido o domínio dele. Eu tentava respirar. Mas era como se meu corpo se contraisse por dentro. Eu me sentia muito fraca e sem energia. E foi quando pedi analgesia. A Flavi olhou bem nos meus olhos e perguntou você quer mesmo? E eu falei que sim. Fomos para o centro cirúrgico. Eu tinha muito medo desse ambiente (na minha imaginação!) Mas chegando lá passou. Logo me prepararam para a analgesia.O anestesista Heitor era muito gentil. E logo eu já estava anestesiada. A sensação nas minhas pernas era estranha…ela parecia amortecida como se pesasse muito. Logo meu marido chegou e ficou sentadinho perto de mim. Ficamos ali conversando…so eu e ele. Consegui cochilar um pouco. Dra Ju escutando os batimentos da Clara. Acho que relaxei por 1 hora e quando a Ju fez o toque já estávamos com 10 cm. Chegou a hora de fazer força. Faltava muito pouco para te la nos meus braços.Foi tudo muito rápido e ela estava quentinha no meu colo. Ela chorou. Eu falei com ela. Pra mim o mundo parou nesse momento. Eu só tinha olhos pra minha filha. Eu olhava pra ela. Ela com os olhos bem abertos e não parecia real. Ela finalmente estava nos meus braços. Fiquei ali contemplando minha filha. O cordão foi cortado pelo papai quando já não estava mais pulsando. Minha filha ficou o tempo inteiro comigo.Só nós “separamos” para ela ser pesada e medida.

Médica obstetra: dra Juliana Chalupe

Fisioterapeuta e Doula: Flaviana Meyer | @flavianameyer
Enfermeira Obstetra: Larine Mello e Vaneza Abreu
Fotografia: Luciana Zenti
Pediatra: @draluvieirapediatra

*Publicação do relato autorizada pela paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.