Relato de Parto – Heloísa Hoeldtke Brischiliari

Relato de Parto – Heloísa Hoeldtke Brischiliari, paciente do dr Carlos Miner Navarro | Grupo Nascer

“Pra você entender a importância desse parto, pra mim, preciso falar do anterior. Em 2019 engravidei da minha primeira filha, por ter problemas cardiológicos, a ginecologista que me atendia, me encaminhou para o Dr. Carlos, conhecendo as suas habilidades em gestação de alto risco e preferência pelo parto normal (que é muito melhor pra cardiopatas como eu). Gestação foi tranquila, tudo maravilhoso. 40 semanas chegaram e entrei em TP, tava tudo indo bem para o parto normal, mas na hora H a bebê nao estava bem encaixada, estava com a cabeça inclinada. Enfim, pela segurança da bebê, o Dr. Carlos optou pela cesárea. Não era o que queríamos, o que planejamos, mas tinha que ser feito dessa forma. No pos parto tive muita retenção de líquidos. Isso me levou a ser internada, 7 dias após a cesárea. Minha pressão subiu muito, 20/10 pra ser exata. Tinha líquido no meu pulmão, eu nao respirava bem. Foram 5 dias longe da minha pequena. Isso me traumatizou demais… Dois anos depois, engravidei novamente. Fui direto consultar com o Dr. Carlos, desde o início relembramos o parto e pos parto anterior, para ficarmos espertos a sinais de que eu teria problemas novamente. Ele sempre muito solícito, conversou com o meu cardiologista, para acertar tudo que seria necessário ser feito para cuidar bem de mim e da bebê. Entrei em contato com a Patricia, para que ela fosse minha doula, me ajudasse a ter o parto normal, que tanto sonhei!

Ela sempre foi muito positiva, me fez acreditar que dessa vez daria certo!

Bom, vamos à semana da chegada da Bia. Dia 30/03 entrávamos na 38 semana, era dia de consulta com o Dr. Carlos. Eu e meu esposo fomos cedo para a consulta, chegando lá, falei q vinha sentindo algumas contrações de treinamento com um pouco de dor, havia alguns sinais de sangue na higiene, com isso o Dr decidiu fazer um toque para vermos como estava o colo. TCHARAM, estavamos com 4 para 5 de dilatação!

Ele disse q a pequena poderia estar a caminho, que acreditava que ainda naquela semana ela chegaria. Bom, tudo certo, tudo tranquilo, vamos seguindo com o nosso dia. Sai de la, fui pra casa. Comecei a sentir umas contrações que levava a dor para as costas, fui ficando atenta. Lá por 15h comentei com a Patricia o que estava sentindo, fui monitorando, mas acabou espaçando muito e até dormi. Quando chegou 18/19h comecei a sentir um pouco mais forte, mas ainda tranquilo de aguentar. Falei com a Pati de novo, fomos monitorando. Essa altura meu marido ja estava crente que iamos pra maternidade, eu ainda achava que era alarme falso kkkk

Foi passando a hora e as contrações vinham de 7 em 7 minutos, 6 em 6 minutos. Todos em casa ja me olhavam sabendo que eu tava com contrações só por eu mudar de cor kkkk ja estava ficando mais vermelha. Ansiedade sera?! Nervoso com certeza!

21h falei com a Pati e ela falou: agora vamos pra maternidade ok?

Ok! Pegamos as malas, demos tchau pra nossa filha mais velha e saimos. Eu tinha certeza que era alarme falso, apesar de sentir as contrações super seguidas, mas como ainda nao sentia dor forte, nao estava botando fé!

Chegamos lá, fomos atendidos pelo plantonista, ele ligou pro Dr. Carlos que disse pra internar. Agora sim minha ficha tava caindo, é hoje!

Fizemos o internamento, fomos pro quarto e bem rápido ja estavam lá, a Patricia e o Dr. Carlos.

Ele fez um toque e estava com quase 7 de dilatação. Ai me sugeriu fazermos analgesia, que ajudaria a evoluir mais rápido e me ajudaria a nao esforçar muito o coração. Beleza, bora lá!

Enquanto isso, a Pati ja tava me ajudando com maneiras de ficar e massagens para as contrações. Põe a camisola, tira os brincos e vamos pra sala de parto.

Lá eu e a Pati ficamos um tempinho aguardando o anestesista, enquanto isso conversamos um pouco, ela me ajudou a manter a fe que ia dar tudo certo, e falava : já está dando certo!

Por volta de 23h eu ja tinha recebido a anestesia, chegaram então na sala, meu marido e o Dr. Carlos. Começamos então o empurra-empurra quando vinham as contrações. Mas a Bia ainda estava muito alta… Esperávamos um pouco, tentávamos mais um pouco…. Faz mais um toque, bebe ainda lá em cima… empurra mais um pouco, descansa, repete…Até que o Dr. optou por me dar ocitocina, aí ja estava com dilatação quase total, nao demorou muito e eu comecei a sentir um pouco de dor, a anestesia estava passando. Mee perguntaram se eu queria mais anestesia, mas eu disse que não, estava dando pra aguentar como tava. Maaaaas num piscar de olhos a dor veio de repente com força total! JESUS QUE QUE É ISSO?! A Pati falou: “faça força pra ver se alivia, se ajuda!” Caraca nada ajuda! 

Dr fez mais um toque e agora ja estava com 10! “Força!” Nunca fiz tanta força na vida kkk

Nessa hora eu lembro de ter perguntado se eu podia chorar e vomitar ao mesmo tempo kkkk era tudo o que eu queria fazer! A Pati disse q eu podia sim e podia chingar eles também kkkk

Força e força! Lembro de receber muito apoio moral dela e do meu esposo. Minha mão direita estava com ele e a esquerda com a Pati, os dois super ali 100% comigo!

Senti um alívio enorme quando ouvi Dr falar pra chamar o pediatra. Ela tava chegando!!!

Ai Pati falou “ ja da pra ver os cabelinhos, quer olhar pelo espelho?” Por incrível que pareça eu nao quis ver, eu só queria que ela nascesse, tava doendo muito!

Quando eu ouvi: “Ta vindo! Só mais um pouco de força!” Dei tudo de mim, quando olhei pra frente, ja vi o rostinho dela e em segundos estava no meu colo!

Ufa, nao sentia mais dor nenhuma, só sentia a melhor sensação do mundo! Tudo parou, minha pequena estava no meu colo!

Foram entre 15 e 20 minutos de dor, que pareceram uma eternidade! De certa forma foi “bom” eu ter sentido, assim tive controle na hora de empurrar, conseguia saber se estava fazendo força certo. Além de que sentindo a dor, nós damos nosso máximo, que faz com que o parti seja um pouco mais rápido, afinal ninguém quer ficar dando mole qdo a dor ta gritando kkk

Enquanto isso, o Dr deu a tesoura para meu esposo cortar o cordão! A Pati fez lindos registros desse momento!

E foi assim! 1h44 da manhã do dia 31/03, minha Bia chegou da forma mais linda que eu podia imaginar!

Graças à equipe maravilhosa que esteve ao meu lado, tudo correu bem, tudo foi perfeito!

Sou MUITO grata por ter vivido essa experiência!”

Grupo Nascer
Home

*Relato e fotos enviados e autorizados pela paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.